• Sou Geros

Por que o trabalho é importante para longevidade com qualidade?



A questão do trabalho, quando pensamos em longevidade, é muito importante por dois

motivos principais: a manutenção da renda e o sentimento de estar ativo e contribuindo com a sociedade.


Muito além da questão econômica, o trabalho também tem uma função social, que é de

manter o corpo e a mente funcionando, estimulando a criatividade, as relações sociais e o proposito de vida. Em pesquisa realizada pelo SPC Brasil em 2018, 48% dos profissionais 60+ entrevistados, responderam que estavam no mercado de trabalho para se manterem ativos.


Com o aumento da expectativa de vida e os avanços da medicina que nos garantem saúde por mais tempo, as estruturas econômicas da sociedade precisam ser revistas, principalmente quando se trata de trabalho e previdência. Assim como estendemos nossos anos de vida, nossas carreiras também passam a durar mais.


Quais desafios o trabalho traz para longevidade


No Brasil, tivemos grandes mudanças no sistema de previdência pública em 2019. Hoje, os trabalhadores passam a se aposentar mais tarde, o que para alguns já era uma realidade mesmo antes da reforma, e muitos não alcançam o nível esperado e necessário de renda somente com a aposentadoria oferecida pelo governo. Essas mudanças trazem novos desafios aos profissionais e ao mercado.



Apesar estarem postergando cada vez mais a sua saída da vida profissional, muitos

profissionais com mais idade têm enfrentado dificuldades para se adaptar às mudanças do mercado e manter seus currículos competitivos. Conhecer as ferramentas digitais se tornou uma necessidade básica para muitas carreiras e a necessidade do aprendizado contínuo se mostra cada vez mais clara.


É importante pontuar também que todas estas mudanças não ocorrem somente na ponta final da carreira. Todo nosso percurso profissional está sujeito a mudanças. Trabalhar a vida inteira em uma mesma empresa se tornará cada vez mais raro, muitos terão mais de uma carreira ou formação ao longo da vida, podendo recomeçar aos 30, 40 ou 50 anos. Empreender também será uma realidade para muitos profissionais experientes.


Entretanto, não serão só os trabalhadores que deverão se adaptar. Estas mudanças devem ocorrer também por parte dos empregadores, que devem criar ambientes de trabalho mais diversos e inclusivos, abandonando preconceitos como o etarismo. Estudos mostram que uma equipe diversa é mais empática e produtiva. Com isso, todos tem a ganhar.



Como o Instituto de Longevidade atua na frente Trabalho


Sabendo que ao trabalho atravessa várias outras questões ligadas à longevidade, como a saúde, a sociabilidade e as finanças, o Instituto de Longevidade Mongeral Aegon desenvolve ações e debates que buscam contribuir e trazer destaque a este tema.


No portal do Instituto, além de produzir conteúdos diversos que provocam reflexões e trazem novas ideias de como inovar e reinventar a carreira, são oferecidos aos membros cadastrados, mais de 300 cursos de requalificação profissional totalmente gratuitos. Com isso, queremos incentivar o aprendizado contínuo em pessoas de qualquer idade.


Outro projeto que temos neste campo, é o Projeto de Lei RETA (Regime Especial de Trabalho do Aposentado), que tem como objetivo facilitar a reinserção ou permanência no mercado de trabalho para profissionais aposentados, através de regimes flexíveis e incentivos fiscais a empregadores.


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo