top of page
  • naide2018muniz

Inédito, Festival SouGeros sobre longevidade e qualidade de vida divulga data e local

Discutir e inspirar ações de atuação em longevidade com qualidade de vida e leveza. Esse é um dos grandes objetivos do Festival SouGeros, que realizará sua primeira edição nos dias 7 e 8 de julho de 2023, das 13h às 19h30, no campus Londrina da PUCPR. O ingresso será solidário e as inscrições ainda serão abertas. À frente da organização, as organizadoras de eventos Mity Shiroma e Naide Souza.


“Esse conceito de envelhecer mudou muito, não existe mais aquele estereótipo. Claro que vamos precisar de mais médicos e mais remédios, mas, não é só isso que diz respeito à longevidade. Temos que falar de outras coisas também, de viagens, de moradia, de trânsito”, afirma Mity Shiroma.



Conforme a legislação brasileira, é considerada pessoa idosa quem tem mais de 60 anos, o que lhe confere direitos como gratuidade de medicamentos e de transporte público, entre outros. No Brasil, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam 33 milhões de idosos, o que representa 15% da população. Dados da Ernst & Young Global Limited (EY) mostram que há mais pessoas com 65 anos do que crianças com menos de 5, graças à baixa fertilidade populacional.


Para formatarem o festival, Mity e Naide têm conversado e discutido o assunto há quase cinco anos, participando de eventos, realizando visitas técnicas e se reunindo com autoridades e especialistas. “Identificando nossas dores e dificuldades, criamos essa comunidade, percebemos que precisávamos buscar informações, conhecimento. E chegamos à conclusão de que precisávamos fazer alguma coisa. Foi quando idealizamos o festival”, afirma Naide Souza. De acordo com ela, o SouGeros é uma das ações. “Queremos ser um canal de referência. Acreditamos que as pessoas vão se identificar com nossas experiencias e poder fazer boas escolhas sobre sua longevidade e qualidade de vida”, afirma.


O Festival SouGeros terá uma programação de palestras, painéis, oficinas, exposição, desfile e apresentações artístico-culturais, além de um desafio, uma espécie de hackathon para o desenvolvimento de soluções para os problemas 50+. A programação completa com temas e convidados está em fase final de fechamento, mas, já conta com especialistas no assunto de Londrina e do Brasil. As temáticas que serão abordados no festival são inovação, educação e tecnologia; finanças, carreiras e empreendedorismo; moradia, mobilidade e cidade; e bem-estar, lazer, saúde e felicidade.

Kommentare


bottom of page